LOCATION

PRAÇA DO COMÉRCIO Coimbra

mobile logo

Artigo Colletiva

Ler Artigo Original

Abre-se a porta do elevador e só falta ver o pianista a um canto e ouvir dizer Play it again, SamIr ao restaurante e cocktail bar no 5º andar do CoolaBoola Colab, em plena Praça do Comércio, em Coimbra, é como entrar num filme. Toca o gira-discos na ponta do balcão, espreita-se a vista sobre o mar de janelinhas da Praça do Comércio, senta-se nas mobília de madeira estilo anos 70 e ouve-se o Alex a chegar e perguntar o que é que tomamos. Ele é a nossa grande arma, o Alex é fantástico e convence até os mais cépticos que dizem que não gostam muito de misturas mas ficam rendidos porque estes cocktails elevam-nos a outro patamar, diz Pedro Serra. Ele e a mulher, Cátia Melo, abriram há poucos meses o espaço que é um 7 em 1: concept store, cafetaria, bar, restaurante, barbearia, loja de tatuagens e promotora de eventos. Tudo no carismático antigo edifício das Galerias Coimbra, junto à igreja românica de São Tiago.

Coolaboola: A Persistência da Memória

Na aldeia de Izeda, em Trás-os-Montes, havia uma casa com uma janela aberta de onde escoavam músicas de Elvis Presley ao entardecer. Lá dentro, sentada no chão junto à grafonola, uma menina de sete anos escolhia os discos. Não sabia explicar bem porquê, mas aquela sonoridade levava-a para longe, para um mundo que nunca conhecera. Queria fazer mais do que o conhecer. Queria vivenciá-lo. E conseguiu, pelo menos um bocadinho, quando trouxe o filme “Grease” do clube de vídeo. Viu e reviu a cassete VHS imensas vezes e até ia para a escola de casaco de cabedal e t-shirt branca. O fascínio por essa onda dos anos 50 era inexplicável, mas sabia que se sentia feliz quando a surfava. “Uma surfista do tempo, aí está um belo conceito”, parece pensar, ao sorrir enquanto leva aos lábios o líquido alaranjado do Aperol Spritz e contempla, a partir do terraço do seu Coolaboola, a cor crepuscular nas fachadas dos edifícios históricos da Baixa de Coimbra. Ou então talvez pense na inesquecível cena idílico romântica que testemunhou na primeira vez que subiu aqui. Ou nos 30 anos que separam o entardecer de Izeda deste conimbricense. Cátia Melo nunca abandonou essa paixão pelo retro, pela nostalgia, pelo encanto da memória. Foi ainda mais longe. Juntamente com o músico por quem se apaixonou, Pedro Serra, transformou tudo isso num negócio que ameaça encher a cidade de experiências turísticas…

Coola Boola Press Release

Ler Artigo Original

O Coola Boola (COLAB) nasceu ontem à tarde na Praça do Comércio mas é já uma força motriz que faz “correr” os mais cépticos. Trata-se de um espaço que oferece ao público conimbricense e visitantes em geral artistas e espectáculos de referência nacional e mundial, que demonstrem de forma inequívoca, o quanto a arte é heterogénea, eclética e abrangente. Tudo isto, e muito mais, pode ser visto e apreciado numa das artérias de Coimbra que, 24 horas por dia, ajuda a bombear multidões para a Praça do Comércio, antigo edifício das Galerias Coimbra, coração da Baixa.

 

Your Cart

Cart is empty

0